|  cadastre-se  | esqueceu a senha?

Acesso

login: senha:

Busca

Histórico

 

Até aproximadamente 25 anos atrás, existiam poucas experiências de captação e manejo de água de chuva no Brasil. Essa situação começou a mudar quando a Embrapa Semiárido começou a fazer experiências com cisternas para água pluvial e barragens subterrâneas no final dos anos 70. No começo dos anos 90, o Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada - IRPAA, outras organizações não-governamentais, organizações de base e comunidades começaram a construir cisternas e perceberam que havia a necessidade de implementar programas educacionais estruturados para incentivar a convivência com o clima semiárido e um manejo adequado da água. Nos anos seguintes, a Embrapa e o IRPAA organizaram vários Simpósios Brasileiros de Captação de Água de Chuva, os quais deram um grande impulso à utilização da água de chuva:

1� Simp�sioO 1º Simpósio, realizado em 1997, em Petrolina - PE, teve como tema "Captação de Água de Chuva: a base para a viabilidade do semiárido", contando com as experiências de várias organizações governamentais e não governamentais do Nordeste.

 

 

2� Simp�sioTambém em Petrolina - PE, aconteceu o 2º Simpósio, cujo tema foi a "Captação de Água de Chuva: uma resposta para a escassez de água no próximo milênio", ocorrendo simultaneamente a “9ª Conferência Internacional de Sistemas de Captação de Água de Chuva” e a criação da ABCMAC. Para muitas pessoas, a utilização da água de chuva começou a se tornar uma contribuição importante para a vida no Semiárido Brasileiro, e a ideia de construir um milhão de cisternas nasceu em seguida.

 

3� Simp�sioO 3º Simpósio foi realizado em 2001, em Campina Grande - PB, cujo tema foi a "Captação de Água de Chuva e Cultivos Apropriados ao Semiárido" com ênfase no uso da água de chuva na agricultura, variedades resistentes à seca e exploração de frutíferas nativas.


 


4� Simp�sioEm 2003, na cidade de Juazeiro - BA, aconteceu o 4º Simpósio, que teve como tema a "Captação e Manejo de Água de Chuva: uma proposta sustentável para o combate à fome e para a melhoria da qualidade de vida".

5� Simp�sioO 5º Simpósio Brasileiro de Captação e Manejo de Água de Chuva ocorreu em Teresina-PI, no período de 11 a 14 de julho de 2005. O tema principal desse evento foi a “Captação e Manejo de Água de Chuva para a Sustentabilidade de Áreas Rurais e Urbanas – Tecnologias e Construção da Cidadania”.

 

O 6º Simpósio Brasileiro de Captação e Manejo de Água de Chuva ocorreu em Belo Horizonte-MG, no período de 09 a 12 de julho de 2007. O tema principal desse evento foi a “Água de Chuva: Pesquisas, Políticas e Desenvolvimento Sustentável”.

 

O 7º Simpósio Brasileiro de Captação e Manejo de Água de Chuva ocorreu em Caruaru-PE, no período de 28 de setembro a 02 de outubro de 2009. O tema principal desse evento foi a “Captação e Manejo de Água de Chuva: Avanços e Desafios em um Ambiente de Mudanças”.

 

O 8º Simpósio Brasileiro de Captação e Manejo de Água de Chuva ocorreu em Campina Grande-PB, no período de 14 a 17 de agosto de 2012. O tema principal desse evento foi a “Aproveitamento da Água de Chuva em diferentes setores e escalas: desafio da gestão integrada”.

 

Do último simpósio participaram 318 pesquisadores, técnicos, professores, estudantes e produtores das mais diferentes regiões brasileiras em palestras, oficinas e sessões técnicas, sendo apresentados e discutidos diferentes temas, além de pesquisadores da Uganda e do México com expressivas contribuições por meio de suas experiências.
Entre outras recomendações, o Simpósio ressalta que o planejamento e uso dos sistemas de captação de água de chuva devem ser parte de um plano integrado de gestão de recursos hídricos e de uso do solo, tomando como base às experiências existentes. Também, a necessidade de estudos voltados para temas como: a) integração da captação e do manejo de água de chuva em bacias hidrográficas; b) a preservação e recuperação do meio ambiente por meio de tecnologia de manejo de água de chuva; c) a avaliação dos programas governamentais de captação de água de chuva; d) saneamento rural, voltado para questões além da qualidade da água de beber armazenada nas cisternas.

Os trabalhos apresentados e discutidos nestes Simpósios fornecem uma visão geral sobre o estado atual dos sistemas de captação de água de chuva em nível nacional e internacional.

Estes trabalhos se encontram disponíveis na homepage da ABCMAC. A ABCMAC continua a congregar esforços para organizar simpósios bianuais, promover seminários e cursos, formar técnicos na utilização de água de chuva e implementar um trabalho contínuo de pesquisa e assessoria a entidades que planejam e executam programas de captação de água de chuva; ao mesmo tempo, apoiará a implantação da matéria de captação de água de chuva nos currículos escolares e universitários. A comunidade urbana brasileira está começando a despertar para o potencial que apresenta a água de chuva, principalmente em regiões de grande escassez de água, como as cidades de Campina Grande, Caruaru, Fortaleza etc. Outros temas a serem enfatizadas pela ABCMAC são: a) integração da captação e do manejo de água de chuva em bacias hidrográficas; b) a preservação e recuperação do meio ambiente por meio de tecnologia de manejo de água de chuva; c) a avaliação dos programas governamentais de captação de água de chuva; d) saneamento rural, voltado para questões além da qualidade da água de beber armazenada nas cisternas.

 

 

Parceiros

Embrapa Semi-Árido IRPAA
Newsletter



Assinar Cancelar
Criada em: 19/02/2000
D´mais