|  cadastre-se  | esqueceu a senha?

Acesso

login: senha:

Busca

Última Informação

Com profunda tristeza nós da ABCMAC nos despedimos do nosso secretário e grande companheiro Prof. Cícero Onofre de Andrade Neto, falecido em 22 de maio de 2017.

Para caracterizar o Prof. Cícero segue a mensagem de Amanda Bezerra, ex-aluna, orientanda de mestrado, colega de trabalho, amiga e conterrânea. “Hoje demos adeus ao grande mestre Cícero Onofre. Não foi a despedida de um Zé Buxudo qualquer (como diria ele), foi a despedida de um dos maiores nomes da engenharia sanitária do país. O professor foi uma pessoa que marcou a vida de todos que tiveram o prazer e o privilégio de conviver com ele. Se despedir dele foi doloroso, mas o seu sepultamento conseguiu ser a forma mais fiel de nos despedirmos dele. Com música, muitos alunos, amigos e familiares compartilhando do mesmo sentimento de adeus. Afirmo que se ele pudesse ter presenciado aquele momento, ele diria que o sepultamento dele foi o MELHOR! Que tinha muita gente, que todos aplaudiram com muito amor, que foram tantas flores que foi preciso empilhar pra que coubesse sobre o seu túmulo e por aí vai. Ele era assim, vibrava com tudo. Falava sobre o fim de semana com muita alegria, independente se tinha ido pra um show maravilhoso no teatro Riachuelo ou se tinha tomado banho de açude em Martins. Comentava com o mesmo entusiasmo que tinha sido convidado pra ser palestrante num evento internacional ou pra dar uma palestra numa escola municipal no interior do estado. Se orgulhava da sua profissão, tinha paixão pelo o que fazia. Justamente por isso que ele foi um profissional excepcional. Se alegrava com cada conquista, não importava se era um artigo aceito numa revista ou uma notícia sobre o projeto num blog regional. Era um homem menino. Ria da vida, brincava com todos, não se lamentava, pelo contrário, se orgulhava de comentar o quanto a agenda estava cheia, que tinha uma banca na quinta, uma palestra na sexta, um simpósio no fim de semana... Isso era uma das coisas que mais alegrava ele. Era um engenheiro humano, alguém que se motivava a pesquisar pra melhorar a vida do nosso povo. Foi um professor inspirador! Multiplicou o seu amor pela profissão com entusiasmo com os milhares de alunos que já teve na sua trajetória de sala de aula. O que posso dizer é que hoje reina um vazio, mas que as boas lembranças (e não são poucas) irão aos poucos preencher isso com o amor e a alegria que ele tanto espalhou em vida. O senhor vai fazer muita falta Professor, a garrafa de cachaça que iria dar pro senhor será a que irei usar na comemoração da publicação do nosso artigo na revista! Tive a honra de tê-lo como exemplo de vida, e isso ninguém irá tirar de mim! O senhor se foi, mas deixou na terra pessoas comprometidas em dar continuidade ao seu trabalho. Esse será meu compromisso pro resto de minha vida! Descanse em paz!”

Veja também:

Parceiros

Embrapa Semi-Árido IRPAA
Newsletter



Assinar Cancelar
Criada em: 19/02/2000
D´mais